CPI da Covid vai convocar ex-esposa de Bolsonaro

A CPI revela ter indícios de que Ana Cristina tinha relação de proximidade com o advogado.

CPI da Covid vai convocar ex-esposa de Bolsonaro

Redes sociais

Membros da CPI da Covid decidiu nesta quarta-feira, 15, a convocação de Ana Cristina Siqueira Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro.

O requerimento de convocação foi do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), durante o depoimento do advogado, empresário e suposto lobista Marconny Albernaz Ribeiro de Farias, amigo de Cristina e de Jair Renan Bolsonaro, filho '04' do presidente.

A CPI revela ter indícios de que Ana Cristina tinha relação de proximidade com o advogado.

A comissão suspeita que a esposa de Bolsonaro tenha atuada para fazer indicações para cargos no governo federal, a pedido do lobista.

“Como se sabe, o senhor Marconny Faria atuou como lobista da empresa Precisa Medicamentos, investigada pela CPI da Pandemia em razão de irregularidades na negociação de compra da vacina Covaxin, de modo que a sua relação próxima com a ex-esposa do senhor Jair Bolsonaro deve ser amplamente esclarecida, com vistas a examinar potencial atuação ilícita de ambos no contexto da pandemia”,  disse  Alessandro Vieira.

Marconny Albernaz afirmou ter relação de amizade com Renan Bolsonaro e que conheceu Ana Cristina através do seu filho. Por outro lado, ele negou ter negócios com a família Bolsonaro.