Governo do estado libera 100 milhões para empreendedores

Atenção social

Governo do Ceará, por meio do chefe do executivo, Camilo Santana (PT), anunciou a liberação de R$ 100 milhões para o Programa de Microcrédito Produtivo Orientado (Ceará Credi) nesta sexta-feira, 9, nas redes sociais.

A medida oferecerá empréstimos de R$ 500 a R$ 5 mil para a população mais vulnerável, com taxa para 2021 zerada e somente a partir de 2022 vai a 0,5% ao mês.

O governo anunciou a injeção de recursos próprios para pessoas em situação de vulnerabilidade e beneficiários de políticas sociais. Dentre o público alvo do novo programa estão: Microempreendedores (formais e informais); trabalhadores autônomos; microempreendedores Individuais (MEI); agricultores familiares (negócios não agrícolas);  e grupo produtivo solidário.

"O Ceará dá um passo importante para o fortalecimento do microcrédito no Estado do Ceará", afirmou o governador Camilo Santana. 

O crédito vai fomentar os setores de produção, artesanato, comércio, serviços, empreendedorismo

social e cultural. Os recursos poderão ser usados como capital de giro para a compra de insumos, matéria-prima e produtos acabados ou ainda como investimento fixo ou misto (aquisição de máquinas, utensílios e equipamentos, e abertura de novos negócios + capital de giro).

Para requerer o financiamento, é preciso ter receita bruta anual do negócio de até R$ 81 mil por beneficiário. A pessoa também não pode ter renda superior a três salários mínimos.