Justiça revoga prisão domiciliar de Eduardo Cunha, ele está livre

Liberdade

Justiça revoga prisão domiciliar de Eduardo Cunha, ele está livre

José Cruz/Agência Brasil

O desembargador Ney Bello, do TRF-1, de Brasília, revogou a última prisão domiciliar do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.

Segundo matéria do O Antagonista, com essa decisão o ex-deputado está livre para sair a vontade de casa, desde que deixe que não saia do Brasil.

Cunha tem uma condenação em segunda instância e responde a outros processos. Eduardo Cunha foi preso em 2016, e no ano passado estava em prisão domiciliar por conta da pandemia.

O desembargador Ney Bello revelou que a medida foi tomada " em razão de não se ter notícias do descumprimento das obrigações impostas e também, pela demora em se marcar o julgamento da apelação já interposta em favor do requerente ".

Na semana anterior, o TRF-4 teria decidido pela revogação da prisão preventiva e retirou a tornozeleira eletrônica do ex-presidente da Câmara.

Decisão