Câmara Municipal de Fortaleza suspende recesso parlamentar em julho por conta do coronavírus

Acordo

Câmara Municipal de Fortaleza suspende recesso parlamentar em julho por conta do coronavírus

Divulgação

A  Mesa Diretora da Câmara Municipal de Fortaleza decidiu, em comum acordo com o Colégio de Líderes, que o recesso parlamentar que ocorre normalmente em julho será suspenso neste ano, em razão da pandemia de Covid-19. A decisão foi tomada durante reunião por video-conferência realizada na tarde desta sexta-feira (20).

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT), argumentou que as atividades da Casa não podem sofrer interrupção para não prejudicar as ações emergenciais de enfrentamento ao coronavírus e também para garantir a agilidade na aprovação de medidas que necessitem da validação do Poder Legislativo.

"Neste momento, todas as atenções dos vereadores estão voltadas na busca de soluções rápidas e efetivas para conter o avanço da Covid-19 na Capital e minimizar os impactos dessa crise na nossa cidade", declarou o presidente.

No momento oportuno, a Mesa Diretora, em nova reunião com o colegiado, deve avaliar em qual formato as sessões serão realizadas, de forma presencial ou virtual, a depender das recomendações sanitárias.

Durante a reunião, também foram discutidas propostas para as sessões não-deliberativas virtuais da Casa, que convidará gestores municipais, a partir da próxima semana, para apresentar relatórios sobre as medidas emergenciais contra a Covid-19.

Além dos membros da Mesa Diretora, participaram da reunião os seguintes líderes de bancada: Iraguassú Filho (PDT), Libânia (PL), Idalmir Feitosa (PSD), Benigno Junior (PP), Larissa Gaspar (PT), Márcio Martins (Pros), Esio Feitosa (PSB), Cláudia Gomes (DEM), Evaldo Lima (PCdoB), Odécio Carneiro (SD) e Casimiro Neto (MDB).