Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza sai em defesa dos vereadores

Apoio

Presidente da Câmara Municipal de Fortaleza sai em defesa dos vereadores

Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT) saiu em defesa dos vereadores. Esse posicionamento foi logo após o episódio que envolveu o vereador Marcio Cruz (PDT) e o secretário de Segurança Pública Pública de Fortaleza, Antônio  Azevedo Vieira Filho, exonerado na tarde desta terça-feira, 04. 

Tudo começou quando Marcio Cruz acusou o secretário de advogar para facções criminosas internacionais. Esse pronunciamento levou Antônio Azevedo invadir o plenário da Câmara para provocar o parlamentar. 


Defesa


Antônio Henrique enviou uma nota prestando apoio aos parlamentares.


Nota


"O Plenário é espaço mais democrático de qualquer casa legislativa. Nele, acontecem as principais discussões da cidade. É um ambiente propositivo onde todos os lados de um debate são apresentados. Também é o lugar onde os vereadores apresentam questões relativas  ao seu dever de fiscalizar o poder executivo. 

O vereador tem a liberdade de expor na Tribuna seu ponto de vista e trazer assuntos relevantes para a sociedade. A Lei Orgânica do Município, no Art.38, garante que a opinião, as palavras e os votos dos vereadores, no exercício do seu mandado, são invioláveis. À frente da Mesa Diretora, tenho o compromisso de assegurar que este direito seja preservado. 

Na manhã desta terça-feira, após o pronunciamento de um vereador sobre possível exercício incompatível da advocacia por um secretário municipal, a sessão ordinária foi interrompida pelo denunciado. Lamentamos e repudiamos o ocorrido e  reiteramos que não vamos admitir que episódios como esse se repitam. 

Nosso Regimento Interno possibilita o direito de resposta desde que com autorização, a partir de requerimento protocolado e aprovado na Casa, ao contrário do que aconteceu. Eu, como presidente, me solidarizo com todos os vereadores e, junto à Mesa Diretora, tomaremos as providências necessárias para que a Tribuna seja respeitada.