Acusado que matou menina que brincava nas proximidades do viaduto da avenida Raul Barbosa foi condenado 24 anos e três meses de cadeia

Reclusão

Acusado que matou menina que brincava nas proximidades do viaduto da avenida Raul Barbosa foi condenado 24 anos e três meses de cadeia

Divulgação

O Conselho de Sentença do 5º Tribunal do Júri da Comarca de Fortaleza condenou Walderir Batista dos Santos a 24 anos e três meses de reclusão. O réu foi julgado pelo sequestro, morte e ocultação do cadáver da menina Débora Lohany de Oliveira, crimes ocorridos em 2017, quando a vítima tinha apenas quatro anos de idade.

Débora foi morta em março de 2017. Ela brincava com um amigo nas proximidades da av. Raul Barbosa, na Aerolândia, quando foi raptada por um homem, por volta das 20h40min. O rapto foi registrado dia 27, mas o corpo da garota só foi encontrado dia 7 de maio, nas proximidades da Via Expressa, no bairro Dionísio Torres.

A sessão teve início às 10h30 e terminou por volta das 22h45 desta sexta-feira (26/04), no 3º Salão do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua.

Por maioria de votos, os jurados acataram a tese da acusação, patrocinada pelo promotor de Justiça Francisco Elnatan de Oliveira Júnior, e condenaram o réu por homicídio triplamente qualificado (por motivo torpe, meio cruel e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), além de sequestro, com grave sofrimento físico ou moral à vítima, e ocultação de cadáver.

TJCE