Foragidos da Justiça do Ceará que receberam Auxílio Emergencial são alvos de operação policial nesta quarta-feira

Organização criminosa

Foragidos da Justiça do Ceará que receberam Auxílio Emergencial são alvos de operação policial nesta quarta-feira

Divulgação

O Ministério Público do Estado do Ceará, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), realizou nesta terça-feira (09/06) a “Operação Revelação”, com o apoio da Coordenadoria de Planejamento Operacional (COPOL) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado.

Os alvos eram foragidos da justiça que receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal, pago em razão da pandemia do Novo Coronavírus. A Polícia Civil cumpriu seis mandados de prisão em aberto, oriundos da comarca de Fortaleza. 

 Entre os crimes cometidos pelos alvos da Operação Revelação estão homicídio, latrocínio, tráfico de drogas, estupro, roubo, receptação e participação em organizações criminosas. Em alguns casos, as penas acumulavam até 20 anos de prisão. Segundo as investigações do Ministério Público do Estado do Ceará, parte dos foragidos integrava facções criminosas e participou ativamente de crimes de homicídios, roubos e tráfico de drogas registrados pela polícia nesse período da pandemia.  

Auxílio Emergencial 

 Segundo o Governo Federal, o Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19. 


MPCE