Ministério Público e Polícia fazem operação contra fraude em licitação na Prefeitura de Jaguaruana

Nos últimos 20 dias, a administração de Jaguaruana já foi alvo da Polícia Civil por conta da perda de 3.391 doses de vacinas contra a Covid-19, além de o Ministério Público ter denunciado e recomendado que Prefeitura Municipal fizesse a exoneração de

Ministério Público e Polícia fazem operação contra fraude em licitação na Prefeitura de Jaguaruana

Divulgação

Na manhã desta quarta-feira (13), o Ministério Público, com apoio dos policiais da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor), deflagrou operação contra a Prefeitura Municipal de Jaguaruana, no Vale do Jaguaribe, que tem no comando o prefeito Elias do Sargento (PCdoB), e contra uma empresa de nome Cauipe Construções.

Segundo o promotor de Justiça, Edilson Izaias de Jesus Junior, informou ao Jornal do Ceará, documentos foram apreendidos na sede da prefeitura. Residência de servidores, de acordo com apurado, foi alvo dos agentes.

Ainda conforme o promotor, a operação tem o objetivo de investigar licitações envolvendo a reforma da escola Edith Moreira Barreto, a qual obra, orçada em R$ 1.215.553,96 (um milhão e duzentos e quinze mil e quinhentos e cinquenta e três reais e noventa e seis centavos), é de responsabilidade da Cauipe Construções. Joeferson Moreira da Silva, que é Presidente da Comissão de Licitações, conforme o Jornal do Ceará apurou, foi conduzido até a Comarca de Jaguaruana para prestar maiores esclarecimentos sobre o caso.

Nos últimos 20 dias, a administração de Jaguaruana já foi alvo da Polícia Civil por conta da perda de 3.391 doses de vacinas contra a Covid-19, além de o Ministério Público ter denunciado e recomendado que Prefeitura Municipal fizesse a exoneração de contratados em situação de nepotismo.


Matéria do Jornal do Ceará