Polícia Federal faz operação em Catarina

Compra de votos

Polícia Federal faz operação em Catarina

Divulgação

A Polícia Federal deflagrou a “Operação Tantos”, com o objetivo de combater crimes eleitorais no Ceará, na manhã desta sexta-feira (29).

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Eleitoral, sendo seis em Catarina e três em Fortaleza. Na capital, houve atuação nos bairros Cocó e José Bonifácio.

A ação policial decorre de representação do Ministério Público Eleitoral em Ação de Investigação Judicial Eleitoral.

Em Inquérito Policial em curso na Delegacia de Polícia Federal em Juazeiro do Norte, é apurada a prática de captação ilícita de sufrágio, popular “compra de votos” nas últimas eleições no município de Catarina — quando o prefeito Thiago Paes de Andrade foi reeleito, sob a coordenação do irmão Jefferson Paes de Andrade (ex-prefeito). Suspeita-se que o pai dos dois também estariam envolvido no esquema.

As investigações denotam prática de oferecimento de valores, cheques, ameaças, propostas de emprego, uso dos cartões do benefício social e de aumento de salário de servidores públicos em Catarina em troca de votos, através de estratégias ilícitas com influência política e uso dos recursos do erário municipal.

As buscas objetivaram trazer material probatório no interesse dessa investigação. Foram apreendidos computadores, celulares e documentos. Não houve prisão.

A pena para o delito de compra de votos é de 1 a 4 anos de reclusão. O nome da operação remete a termo utilizado por um dos investigados, que prometia “tantos mil” em troca de votos.


Matéria do CN7