Polícia Federal esconde operação na eleição para favorecer Bolsonaro, diz suplente do filho do presidente

Denúncia

Polícia Federal esconde operação na eleição para favorecer Bolsonaro, diz suplente do filho do presidente

Divulgação

O empresário Paulo Marinho disse à Folha de S.Paulo que a Polícia Federal contou para o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) que a Operação Furna da Onça ia ser deflagrada em 2018.

A operação é 1 desmembramento da Lava Jato, investiga desvio de dinheiro e 1 suposto esquema de rachadinha na Alerj (Assembléia Legislativa do Rio) e atingiu Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flavio.

Os policiais também teriam “segurado a operação” para que ela não fosse feita antes do 2º turno das eleições de 2018 e atrapalhasse a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência da República.

O senador é o filho mais velho do presidente. Paulo Marinho é o suplente de Flávio no Senado.

A entrevista à Folha foi publicada no fim da noite de sábado (16.mai.2020). O empresário Paulo Marinho disse à Folha de S.Paulo que a Polícia Federal contou para o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) que a Operação Furna da Onça ia ser deflagrada em 2018.


Matéria do Poder 360