PP proíbe acordos com PT nos estados, inclusive no Ceará

O Progressista enviou uma nota manifestando sua determinação.

PP proíbe acordos com PT nos estados, inclusive no Ceará

Arquivo

O chefe da Casa Civil do governo Bolsonaro e presidente do PP, Ciro Nogueira determinou que as executivas estaduais no fechem alianças com o PT nos estados.

Um dos motivos seria alguns locais que estavam incomodando o presidente da República Jair Bolsonaro (PL) e a direção da sigla. 

O Progressista enviou uma nota manifestando sua determinação.

“O Diretório Nacional do Progressistas informa que a sigla não irá fazer coligação com o Partido dos Trabalhadores em nenhum Estado brasileiro. O PP oficializou, por meio de convenção nacional, coligação com o PL e apoio à reeleição do presidente Jair Bolsonaro”.

O partido vinha fazendo acordos com PT em vários estados, como o Piauí, Ceará, Espírito Santo, Mato Grosso e Bahia. 

No Ceará, o Partido Progressista vinha negociando apoio através do deputado estadual Zezinho Albuquerque e o deputado federal AJ Albuquerque. Nos últimos dias, vinham se cogitando a indicação de Zezinho como suplente do ex-governador Camilo Santana (PT), candidato ao Senado.