STF determina abertura de CPI da Covid

Governo Bolsonaro na mira do STF

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) afirmou que vai acatar a determinação do ministro Luís Roberto Barroso para abrir a CPI da Covid.

A determinação foi divulgada na noite desta quinta-feira, 8, e prevê avaliar as ações de combate ao coronavírus por parte do governo federal. 

Pacheco disse que esse não seria o momento, pois vai antecipar o pleito de 2022 quando o momento pede união. "Eu considero que é uma decisão equivocada, que invoca precedentes inadequados para o momento do país", declarou Pacheco. “O Brasil hoje está num momento de absoluta excepcionalidade, talvez a maior da nossa história, não da nossa geração, mas da nossa história de brasileiros. Então, isso foi desconsiderado pela decisão.”

Após divulgação da determinação do STF, ministro das Comunicações, Fábio Faria, manifestou a insatisfação do inquérito parlamentar afirmando nas redes sociais que  "em nada contribuirá para vencer a pandemia".

O Senado deve abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito na primeira sessão da próxima semana.